Planeta Terra 2012: Gossip enfim se apresenta em solo brasileiro

Edição 2012 do Planeta Terra traz 14 atrações em novo espaço em São Paulo. Acompanhe as informações e foto

BEST COAST
A banda entrou pontualmente às 16h15. Após a ameaça de chuva, a vocalista Bethany Cosentino comemorou a chegada do sol. Logo após a segunda música, o hit “Crazy For You” (do disco homônimo de 2010), um fã pediu Bethany em casamento, que prontamente aceitou e complementou “eu casaria com o Brasil todo”.
O duo ainda apresentou canções que emocionaram o público, como “The Only Place” e “Boyfriend”, que encerrou a apresentação.

THE MACCABEES
Após o duo de Los Angeles se apresentar, o público se dirigiu para o Indie Stage, onde começaria o show do “The Maccabees”. A apresentação começou pontualmente às 17h45. Desfrutando de um português claro, eles agradeceram a presença de todos e anunciaram o fim da turnê em solo brazuca. Tanto a banda quanto o público demonstraram muita empolgação, especialmente depois de “William Powers”, a terceira música.

SUEDE
Os fãs do britop puderam vibrar com a entrada de Suede no palco. A banda tocou na sua maioria singles, colocando no telão suas respectivas capas. Hits como “So Young” e “Everything Flows” deram adrenalina à platéia noventista. Em “Saturday Night”, Brett Anderson desceu do palco, inflando os ânimos de quem assistia. Suede finalizou com a nostálgica “Beautiful Ones”.

GARBAGE
Os fãs que esperaram por Garbage não perderam tempo. Em sua primeira apresentação no Brasil, o grupo liderado por Shirley Manson apresentou grandes clássicos como “I Think  I’m Paranoid”, “Stupid Girl”, “The Trick Is To Keep Breathing”. A essa altura, o público se rendeu às batidas eletônicas. Butch  Vig (baterista e produtor do Nirvana e Foo Fighters) agradeceu à plateia e disse que, se não fossem pelos fãs, não estariam no Brasil. A banda finalizou sua apresentação com “I’m Only Happy When It Rains”, lembrando a chuva que caiu durante esse sábado à tarde.

GOSSIP

A última banda a se apresentar no Palco Indie do Planeta Terra, The Gossip, entrou para se redimir de todas as vezes que prometeu e não veio ao Brasil. A vocalista Beth Ditto já conquistou a simpatia do público brasileiro ao entrar cantando “oi oi oi”, o tema da última novela da Globo “Avenida Brasil”. E durante toda a apresentação, foram proferidos diversos pedidos de desculpas, inclusive em português. Ela se emocionou com os fãs, com quem interagiu diretamente na última musica do show “Heavy Cross”. Enfim o Planeta Terra acabou, e encerrou com chave de ouro.

festival cidade sonora

Cidade de fusão música de encontros

O festival reúne 28 artistas da nova música brasileira que vão apresentar traduções sonoras para a fusão entre a cidade e a música.

Destaques:

05/out (sex) – 19h30 – Romulo Fróes
06/out (sab) – 18h – bate-papo com Romulo Fróes – 19h30 – Show Flora Matos
07/out (dom) – 16h30 – Pipo Pegoraro com participação de Blubell e Luisa Maita

Sala Funarte Guiomar Novaes
Al. Nothmann, 1058 – Campos Elíseos
www.cidadesonora.com.br

Ingressos: R$ 5 a R$ 10

jogos, bebidas e toalhas no planeta terra

Kings of Leon pede uma sala especial só para jogos perto do camarim no Planeta Terra 2012

Atrações do Planeta Terra Festival incluem em suas listas de pedidos alguns itens diferentes.

Kings of Leon

Fanáticos por videogames, os integrantes da banda Kings of Leon fizeram a solicitação mais incomum à produção do Planeta Terra: querem que seja montada, junto aos seus camarins, uma sala contendo vários tipos diferentes de jogos de última geração.

O Little Boots também surpreendeu – ao invés da tradicional decoração clean, quer que as paredes de seus camarins sejam enfeitadas com fotos de animais. Já a cantora Shirley Manson, da banda Garbage, quer uma esteira elétrica para se exercitar antes do show.

Ainda há pedidos para serem enviados, mas entre o que chegou até agora à produção do festival, serão necessárias 498 toalhas de banho e rosto para atender à demanda das bandas. Somente nos camarins serão necessárias 1070 garrafas de água – de diversas procedências e marcas, como FIJI e Evian, e em diferentes temperaturas para atender aos artistas. Entre as demais bebidas poucos refrigerantes, mas muito vinho e cerveja – as bebidas preferidas – além de energéticos e pelo menos oito garrafas de tequila.

O Planeta Terra Festival acontece no dia 20 de outubro no Jockey Club em São Paulo.

Tropicália, o filme

Estréia um dos filmes brasileiros mais esperados do ano

Finalmente chega aos cinemas o filme Tropicália, um documentário que retrata um dos maiores movimentos culturais do Brasil, que aconteceu em um período em que a severa ditadura militar dominava o país, no final da década de 1960, quando a liberdade de expressão – e a liberdade propriamente dita – corria sérios riscos.
O movimento ecoou em manifestações artísticas diversas, influenciou e foi influenciado pelo Cinema Novo de Glauber Rocha, esteve presente nas artes plásticas de artistas como Hélio Oiticica, e no teatro brasileiro, nas anárquicas peças de José Celso Martinez. Porém, encontrou na música a sua maior expressão artística através de nomes como Gilberto Gil, Caetano Veloso, Mutantes, Torquato Neto e Tom Zé.


Com forte influência do Movimento Antropofágico, Pop Art, Concretismo e cultura pop, a Tropicália misturou tradições populares às novidades internacionais e fez uma verdadeira revolução na música brasileira, influenciando geração após geração e deixando suas marcas até os dias de hoje.


O filme dirigido por Marcelo Machado nos faz perceber a dimensão do movimento, suas contradições, e que sua trilha sonora, naturalmente maravilhosa, continua atual. Muitas bandas de hoje tentam manter viva essa chama de perspicácia da Tropicália, que não existe mais como movimento, e sim na forma de um legado gigantesco que ainda pulsa, pulsa, pulsa.

Festival Porão do Rock

O Porão do Rock faz sua festa de debutante!

O Festival Porão do Rock em Brasília chega a sua 15° edição em grande estilo, reunindo 40 atrações em três palcos, num total de 15 horas de shows e uma expectativa de público de 40 mil pessoas. Várias atrações nacionais e internacionais se intercalam, nomes como: Sepultura (MG), Raimundos (DF), Cascadura (BA) e Vanguart (MT) dividem o palco com Gaz Coombes (Inglaterra), Red Fang (EUA) e Motosierra (Paraguay). Isso tudo sem falar nas toneladas de alimentos arrecadados pela ong PDR para o projeto Rock Contra a Fome e a Bolsa Rock onde alunos da rede pública entram de graça. O festival acontece nos dias 07 e 08 de setembro de 2012.

O Porão do Rock nasceu numa época em que os festivais preencheram uma enorme lacuna da música independente, disseminando e divulgando novos artistas por todo o Brasil. Vários festivais brotaram por todo o país seguindo o exemplo dos pioneiros: Porão do Rock (DF), Abril Pro Rock (PE), Goiânia Noise (GO) eRec Beat(PE). Criando um novo conceito e relação com a música, já que, no entorno desses festivais toda uma cultura independente se desenvolveu.

Hoje o Porão discute seus próprios modelos com um debate na véspera do festival, para discutir “Os Efeitos da Gratuidade dos Eventos no Mercado de Produção do Distrito Federal”. O que é um bom sinal. Mostra que as cabeças continuam pensantes e olhando para o próprio umbigo.

Informações:

http://www.poraodorock.com.br/

Planeta Terra Festival anuncia mais atrações do seu line-up

Em coletiva de imprensa realizada nesta manhã, organizadores anunciam atrações que se apresentam na sexta edição do evento.

 

Entre o anúncio do local do evento, início das vendas e anúncio do line-up completo já se passaram dois meses, mas o Planeta Terra ganha corpo e tem suas atrações reveladas.

O evento, que acontece no dia 20 de outubro em novo local, depois de 3 edições no Playcenter, hoje desativado, iniciou a venda dos ingressos no começo do mês de julho.

As primeiras quatro atrações anunciadas foram o grupo de rock yankee Kings of Leon, headline do evento, e ainda a banda da polêmica cantora Beth Ditto, Gossip, a rapper desbocada Azeallia Banks e o grupo de rock indie Maccabees.

Gossip, Kings of Leon, Azaelia e Maccabees

Logo depois mais duas bandas capitaneadas por babes: Garbage, da vocalista Shirley Manson e o duo Best Coast, formado por Bethany Cosentino and Bobb Bruno.

Best Coast e Garbage

Hoje foram anunciados os demais nomes do line-up:

Kasabian –banda que teve bis no evento. O grupo inglês se apresentou na primeira edição do Planeta Terra.

Kasabian

Suede – a banda britânica liderada pelo vocalista Brett Anderson voltou em 2011 depois de um break. Rock melódico e cheio de refrões ganchudos.

Suede

The Drums – Destaque da cena de NY, misturam muito bem surf music, indie rock e energia juvenil O disco Portamento foi um dos destaques musicais de 2011.

The Drums

Little Boots – projeto da cantora Victoria Hesketh Christina, mistura eletro, rock e uma pitada synthpop.

Little Boots

Mallu Magalhães – a cantora também participou da primeira edição do evento em 2007 e volta com canções do disco Pitanga.

Mallu Magalhães

Madrid – o projeto do ex-CSS Adriano Cintra e da ex-cantora do Bonde do Rolê Marina Vello lança aclamado disco de estréia e já vai direto pro palco do Planeta Terra.

Banda Uó – Misturando Techno brega, bom humor, atitude camp e estética, err… uó, o trio de Goiás vai trazer canções do disco de estreia Motel.

Banda Uó

Planeta Terra Festival 2012
Data: 20 de outubro de 2012
Local: Jockey Club, São Paulo.

Woodstock, 3 dias de música e paz

Woodstock comemora 43 anos de ousadia!

Woodstock foi o mais marcante dos festivais, pois simbolizou a realização de todo o ideal hippie e virou um marco. Nunca se havia visto tanta gente junta para viver e ouvir música e proclamar a liberdade. Foi realmente um divisor de águas do comportamento jovem. Os que lá estiveram apreciaram as performances musicais de gente como Santana, Grateful Dead, Creedance Clearwater Revival, Janis Joplin, The Who, Joe Cocker, Jimi Hendrix, Crosby, Still, Nash & Young e Joan Baez. Esses nomes dão uma ideia dos shows maravilhosos que rolaram por lá.

Os produtos que o festival gerou incluem um disco, um filme, e os casos que viraram história e geraram lucros, além de divulgarem o ideal hippie. Assim foi com tudo que permeou o festival, que começou despretensioso e acabou tomando proporções gigantescas.

Foram feitas algumas edições posteriores, mas nenhuma teve a importância do primeiro, cuja aura está presente em cada festival realizado pelo mundo. Todos esses festivais têm um pouco do Woodstock original, que aconteceu do dia 15 a 18 de agosto de 1969, e completou 43 anos de ousadia.

O Showlivre resolveu criar seu próprio Woodstock para comemorar essa data tão importante com uma seleção de artistas que passaram por aqui e têm um pouco do espírito hippie e libertário do festival original. Como seria o seu line-up?

Sónar confirmado em 2013

O festival Sónar SP divulga as datas da edição de 2013 do evento

Após uma implantação inédita e única no Anhembi, o Sónar SP voltará a ser realizado neste local nos dias 24 e 25 de maio de 2013 – sexta e sábado.

Em sua edição de 2012 reuniu mais de 30 mil pessoas nos dois dias de festival. Foram 48 atrações musicais oferecendo mais de 56 horas de música em três palcos diferentes. Destaques para o show exclusivo em 3D do grupo Kraftwerk, os shows de Justice, Mogwai, Flying Lotus, Criolo, Chromeo, Modeselektor e James Blake, entre outros; as apresentação do pop star Cee Lo Green, de Little Dragon, TEED ou ainda Squarepusher e do rapper DOOM; os sets de Rustie, Seth Troxler, Four Tet, Gui Boratto e o encontro histórico de Marky e Patife; e ainda o concerto especial de Alva Noto e Ryuichi Sakamoto.

Kraftwerk no Sónar 2012 - (Imagem: Sónar SP)

Sobre o Sónar

O Sónar é o Festival Internacional de Música Avançada e Arte New Media criado no ano de 1994 em Barcelona, onde ocorre anualmente desde então. A partir de 2002 passou a ser realizado em diversas outras cidades do mundo. Pioneiro e único em seu formato e conteúdo, se tornou referência mundial no âmbito da música avançada e da aplicação de novas tecnologias à criação artística. Combina de modo excepcional o entretenimento, a vanguarda e a experimentação, reunindo sempre grandes nomes da música atual com artistas internacionais emergentes e uma cuidadosa seleção de arte new media.

Mais informações em breve: www.sonarsaopaulo.com.br

(Referência: Approach)

SubRapCombo 2011

Depois de trazer pela primeira vez ao país o mítico Anti-Pop Consortium em sua última edição, o SubRapCombo 2011 apresenta End It All (Anticon, 2011), novo disco de um dos fundadores do grupo, o MC e produtor Beans. A terceira edição do festival itinerante de hip hop alternativo escala ainda a dupla californiana Lab Waste e os MCs paulistanos Ogi e DONCESÃO e conta com três apresentações: em São Paulo, na choperia do SESC Pompeia (07/10); no SESC São Carlos (06/10) e noSESC São José dos Campos (08/10).

BEANS
Nascido em Nova Iorque, em 1971, Beans cresceu ouvindo free jazz, música eletrônica, rock e, claro, muito hip hop e alcançou reconhecimento como MC e produtor com o Anti-Pop Consortium. Ao lado de outros artistas de selos independentes como o Anticon e o Def Jux, o Anti-Pop Consortium foi fundamental, a partir de meados dos anos 90, na afirmação de abordagens alternativas ao hip hop.

Após a separação temporária do grupo (entre 2002 e 2009), Beans inicia um prolífico percurso solo. Lança seu primeiro álbum, “Tomorrow Righ Now”, em 2003, e segue com o EP “Now Soon Someday” (2004) e com os álbuns “Shock City Maverick” (2005), “Only” (2006) e “Thorns” (2008).

Beans

Ao contrário dos primeiros trabalhos, em que o MC e produtor concentrava todas as tarefas de criação, as produções mais recentes buscam aliados musicais para enriquecer sua música. Depois de uma colaboração especial com os jazzmen William Parker e Hamid Drake, Beans convida vários produtores notáveis para assumir papel substancial na direção musical do novíssimo End It All. As faixas “Glue traps” e “Anvil falling” ficam a cargo de Four Tet; Bumps (formado por membros do Tortoise) assina “Electric eliminator” e Sam Fog, do Interpol, “Electric bitch”. Os companheiros Tobacco, Nobody e In Flagranti – que produz “Mellow You Out” com participação, sempre, marcante de Tunde Adebimpe do TV on the Radio – entram no time de produtores que conta ainda com Ade Firth, Son Lux, Clark, Fred Bigot e That Kid Prolific. Após a celebrada volta do Anti-Pop Consortium com o disco “Fluorescent Black” em 2009, agora é a vez de Beans, um dos mais interessantes e inovadores MCs da atualidade, retomar em grande forma seu percurso solo com um disco coeso que comprova sua criatividade e versatilidade.

LAB WASTE
A dupla californiana de hip hop futurista formada pelo produtor e MC Thavius Beck e pelo MC Giovanni Marks (AKA Subtitle) atua em parceria desde 1997 quando Thavius ainda usava a alcunha Adlib. O projeto Lab Waste surgiu em 2003 baseado nas intervenções dos selos Gold Standard Labs e da Temporary Whatever Records. Depois de uma estreia marcante, em 2005, com o disco “Zwarte Achtegrond”, seguida de dois misteriosos EPs, álbuns ao vivo e um remix, os parceiros concentraram-se em seus respectivos projetos solo. Com material suficiente para vários discos mas considerado muito evoluído para a indústria musical, Sbtitle e Thavius, de tempos em tempos, lançam músicas na internet para atualizar o público a respeito de suas produções. Atualmente, com o revival eletrônico no universo do hip hop na costa oeste dos Estados Unidos, a dupla pode finalmente ocupar seu posto vanguardista através de sua sonoridade.

OGI
MC, beatmaker e integrante do grupo Contrafluxo, Ogi apresenta o repertório de Crônicas da Cidade Cinza, álbum que marca sua estreia solo e conta com participações de nomes representativos do cenário do rap nacional como Rodrigo Brandão, Lurdez da Luz, DonCesão e Munhoz. Morador do Jardim Celeste, Zona Sul de São Paulo, desde a infância, Rodrigo Hayashi, o Ogi, desenha cenários e encarna diferentes personagens nas letras de seu primeiro disco, que tem a arte da capa assinada pela dupla de grafiteiros Osgemeos. Amante do samba de Nelson Cavaquinho, Nelson Sargento e Roberto Silva, Ogi exibe manobras pelo gênero como em “Cidade com Nome de Santo”, que abre o registro com sample da voz do dramaturgo marginal Plínio Marcos e introduz a história protagonizada pelo MC ao longo das faixas. Indicado na categoria Rap para o VMB 2010, Ogi tem dois videoclipes produzidos: “Premonição” e “Por que, meu Deus?”.

DONCESÃO
Aos 25 anos, César Tavares, o MC DonCesão mostra seu novo álbum “Bem-Vindo ao Circo”, produzido pelo DJ Caíque. Para compor o disco, DonCesão estudou o universo circense e conviveu com artistas em um trabalho cuidadoso de pesquisa de campo. Lançado em 1º de abril na internet, o álbum que traz na capa seu autor caracterizado como palhaço é uma espécie ópera marginal que conta com colagens sofisticadas e precisas de músicas brasileiras assinadas pelo DJ PG (Elo da Corrente). Em seu segundo álbum, DonCesão exalta o prazer de trabalhar com seus parceiros Lurdez da Luz, Elo da Corrente, Ogi, Rodrigo Brandão, Pizzol, Dr.Caligari, Shaw e integrantes do Glória: Elliot e Mi. Entre faixas mais pesadas, baladas como “Amor Perdido” e “Applebum” revelam um outro lado do MC. A faixa “Bilheteria” ganhou um videoclipe com produção REVfilmes.

SubRapCombo 2011: Beans l Lab Waste l Ogi l DONCESÃO
SESC São Carlos
Galpão
06/10 (quinta-feira), às 20h
Avenida Comendador Alfredo Maffei, 700 – Jardim Gibertoni
Tel.: 16 3373-2333
São Carlos – SP
R$ 4,00 (inteira)
R$ 2,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino)
R$ 1,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).
Classificação: Não recomendado para menores de 14 anos

SESC Pompeia
Choperia
07/10 (sexta-feira), às 21h30
Rua Clélia, 93
Tel.: 3871-7700
São Paulo – SP
R$ 24,00 (inteira)
R$12,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino)
R$ 6,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).
Classificação: Não recomendado para menores de 18 anos

SESC São José dos Campos
Ginásio de Eventos
08/10 (sábado), às 19h
Av. Adhemar de Barros, 999
Tel.: (12) 3904-2000
São José dos Campos – SP
R$ 10,00 (inteira)
R$ 5,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino)
R$ 2,50 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).
Classificação: Não recomendado para menores de 18 anos

(Info sete8 Comunicação)

Lollapalooza no Brasil

No ano em que comemora 20 anos o festival internacional Lollapalooza vai acontecer pela segunda vez no Chile e vai estreiar no Brasil em 2012.

No Brasil acontece em São Paulo, no Jockey Club, nos dias 7 e 8 de Abril.
Detalhes do line-up serão divulgados em breve. “Lollapalooza (algo especial, excelente ou excepcional) é um nome apropriado, uma vez que continuamos criando uma experiência pura através da mistura de ingredientes musicais,” diz Perry farrell, frontman do Jane’s Addiction, Porno for Pyros e idealizados de um dos festivais mais legais do planeta.

Com dois palcos principais, uma arena eletrônica, um palco alternativo, e assim como no LOLLAPALOOZA norte-americano, um mini-festival para crianças de todas as idades e para a diversão das famílias, o Kidzapalooza, o LOLLAPALOOZA CHILE e o LOLLAPALOOZA BRASIL apresentarão um line-up eclético com os mais talentosos artistas do mundo, inclusive brasileiros e chilenos.

Sobre o Lollapalooza:

Desde que começou como uma turnê, em 1991, o LOLLAPALOOZA se estabeleceu como o principal festival musical de verão norte-americano, viajando pelo país com apresentações de bandas inovadoras como Jane’s Addiction, Red Hot Chili Peppers,Pearl Jam, Nine Inch Nails, Soundgarden, Smashing Pumpkins, Tool, Alice In Chains, Beastie Boys, Snoop Dogg e entres outras. Além disto, o Festival abriga várias formas de arte entre seus palcos, criando o intercâmbio perfeito entre arte e música. Em 2005, o LOLLAPALOOZA renasceu como um Festival fixo em Chicago, no histórico Parque Grant, por três dias consecutivos a cada verão e apresentando 130 atrações de todos os gêneros musicais.