Rancore dá aos fãs um gostinho de seu novo DVD

Antes de sair o novo DVD do Rancore, eles estão dando aos seus fãs um gostinho do que está por vir, com o lançamento do web clipe “Respeito É a Lei”. O grupo, que entrou em hiato em 2011, voltou a fazer shows esse ano, reacendendo a esperança dos fãs que querem eles de volta. O novo DVD foi filmado nessa última turnê, sem que ninguém presente soubesse que iria sair. Ou seja, as reações e o show são um verdadeiro testamento do Rancore ao vivo, sem nenhum tipo de artifício. É o tipo de atitude que prezamos no Estúdio Showlivre, onde também procuramos trazer ao público a experiência do “ao vivo” da maneira mais natural possível. Confira a apresentação do grupo no Estúdio Showlivre em 2011 e, é claro, o novo clipe.

Cachorro Grande grava disco ao vivo

A banda gaúcha Cachorro Grande vai gravar um disco ao vivo nos dias 23 e 24 de junho no Centro Cultural Rio Verde. É o primeiro registro de um show deles em disco. Para uma banda como a Cachorro, que preza o conceito do “ao vivo”, que improvisa e cria ideias especificamente para os shows e para a estrada, essas duas noites prometem.

Amantes do rock como são, eles fizeram o dever de casa. Eles conhecem bem os discos ao vivo que os precederam. Discos como Get Yer Ya Ya’s Out, do Rolling Stones, Live at Leeds, do The Who, The Last Waltz, do The Band e muitos outros. Um bom disco de rock ao vivo não é apenas uma reprodução das músicas do estúdio com uma plateia. Os melhores discos gravados no palco contam com inusitadas versões, arranjos, solos e até mesmo erros, que deixam o disco gostoso de ouvir. Falando em ao vivo, antes do show, ouça a passagem da Cachorro Grande por nossos estúdios.

Serviço

Cachorro grande ao vivo
23 e 24 de junho, 22hrs – 2hrs
Centro cultural rio verde
Rua Belmiro Braga, 119
Vila Madalena
https://www.facebook.com/CGOficial/

Medulla lança clipe com conteúdo adulto para single “Abraço”

O novo clipe do Medulla está dando o que falar. O clipe retrata uma série de casais em cenas explícitas de sexo. A música tem uma pegada suave, que faz um contraste interessante com as imagens intensas. A influência cinematográfica vem dos filmes da diretora sueca Erika Lust, conhecida por seus filmes eróticos. A música faz parte de Deus e o Átomo, o terceiro e mais recente álbum do grupo carioca de pop alternativo.

Lembrando que o conteúdo é explícito, confira a seguir o clipe, ou, se a circunstância não permitir, veja a passagem de Medulla por nossos estúdios.

Errar é humano: cinco gafes da música ao vivo

Sim, sim, errar é humano e todo mundo erra, mas isso não impede de ser doloroso nem constrangedor. Quem já subiu no palco pra tocar ao vivo sabe que não é fácil. No começo todo mundo falha (é só assim que se aprende) e mesmo com anos de experiência, depois de décadas de prática e sucesso inegável nos palcos, algo ainda pode dar errado. O showlivre.com reuniu exemplos de shows ao vivo onde as coisas podiam ter corrido de maneira melhor, mas muito melhor mesmo…

Ashlee Simpson

Em 2004, a estrela de reality show Ashley Simpson ameaçava uma carreira como cantora. Ela já tinha uma música de sucesso quando foi convidada a aparecer no programa Saturday Night Live. A apresentação é infame, o playback da menina toca mas ela não canta junto – isso é – ela não finge cantar junto. Ela faz uma dancinha constrangedora enquanto a sua música continua a tocar até que, finalmente, se retira do palco. Basta dizer que a carreira da menina não foi a lugar nenhum depois dessa noite.

Frank Zappa

Em 1971, o músico vanguardista Frank Zappa se apresentava no Rainbow Theatre, em Londres, quando um homem da plateia subiu no palco e puxou o guitarrista para dentro do poço de orquestra. Para a sua banda, o músico parecia estar morto lá no fundo do poço de concreto. Seu pescoço estava fora do lugar, seu queixo, ensanguentado, e seu braço, dormente. O músico passou um tempo na cadeira de rodas por causa do incidente, mas eventualmente se recuperou. Há quem diga que o incidente serviu para agravar o desdém que ele tinha pela cultura da sua época. Zappa, já um ferrenho crítico da geração hippie da qual pertencia, passou a ter uma língua mais afiada ainda depois daquele dia.

The Who

Em 1967, a banda The Who foi convidada para participar do programa de televisão americano Smothers Brothers Comedy Hour. Eles apresentavam o hit “My Generation” e, como de costume, estavam preparados para terminar o show quebrando seus instrumentos. Além de quebrar guitarras, microfones e baterias com os próprios braços, na televisão eles queriam ir além. O guitarrista Pete Townshend conta que o baterista Keith Moon convenceu o engenheiro do programa a colocar pequenas bombas dentro de seu bumbo. No ensaio a pouca quantidade de pólvora não produziu o efeito bombástico que o baterista imaginava. Saiu um pouco de fumaça e o barulho foi pífio. Insatisfeito, Moon aumentou a dose em três vezes para o show ao vivo. O resultado você vê no vídeo abaixo. Townshend, que estava ao lado da explosão, diz que uma de suas orelhas foi permanentemente danificada pelo feito. É o preço que se paga por uma apresentação literalmente bombástica.

Janet Jackson e Justin Timberlake

O Superbowl é o evento esportivo cujo espaço de propaganda é o mais caro do mundo. O número de pessoas assistindo é um absurdo, o que significa que a repercussão mundial que um deslize pode desencadear também seja. No Superbowl de 2003, a cantora Janet Jackson e o cantor Justin Timberlake se apresentaram juntos no intervalo do jogo. Durante a apresentação, assistida mundo inteiro por pessoas de todas as idades, Justin, em um passo de dança, sem querer expôs o seio da cantora. Como era de se esperar, o acontecimento repercutiu pelo mundo inteiro e brotou as mais variadas reações, desde indignações religiosas a teorias de conspiração.

Caetano Veloso

Em 2004, Caetano Veloso convidou David Byrne para fazer uma apresentação juntos no programa VMB, da MTV. Na primeira tentativa, houve uma microfonia estridente que impedia os artistas de cantarem. Os músicos, experientes, esperaram o problema técnico se resolver e então começarem mais uma vez. Na segunda tentativa, porém, o microfone de Caetano falhava e o músico baiano parou de novo. Dessa vez Caetano, irado com a situação, deu uma bronca na produção ao vivo. O momento foi tão marcante que a própria MTV passou a usar as imagens do cantor em seus comerciais.

Quem é do ramo sabe, não é fácil soar bem ao vivo. Mas, para não dizerem que só falamos do ruim, ouça a seguir uma playlist de passagens extraordinárias pelo Showlivre, onde, diga-se de passagem, tudo correu muito bem, obrigado!

Lucas Santtana apresenta projeto audiofilme no MAM

No dia 17 de junho, o músico vanguardista Lucas Santtana apresentará seu mais novo projeto, que conta com esforços multidisciplinares. O trabalho é uma experiencia que une música, vídeo, literatura, desenho e muito mais… Segundo o artista, o projeto procura questionar a conectividade entre humanos em uma época onde, para muitos, ficar longe do celular por até 10 minutos é ‘um esforço homérico’. Em parceria com o escritor JP Cuenca, o ilustrador Rafael Coutinho e a designer Iansã Negrã, o músico vai revelar o projeto no Museu da Arte Moderna, o MAM, lugar supostamente perfeito para tal feito.

Confira a passagem de Lucas pelo Estúdio Showlivre.

Serviço
Museu de Arte Moderna de São Paulo
Endereço: Parque do Ibirapuera, av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – Portão 3
17 de Junho
12h30 às 17h30
www.mam.org.br

Pato Fu torna disco em espetáculo para todas as idades

No dia 17 de junho, a banda Pato Fu fará um show tocando seu elogiado disco Músicas de Brinquedo, no Teatro Bradesco.  O disco conta com covers divertidos tocados com instrumentos musicais de criança. Você verá no palco miniguitarras, minixylophones, baterias de plástico e coisas do tipo, mas o som que vão tirar vai te deixar boquiaberto. Além da banda, o show terá a participação de dois monstros carismáticos, fantoches no estilo dos ‘Muppets’, que acompanham a banda com um humor adorável. É um espetáculo próprio para pessoas de todas as idades.

Só a atitude experimental do Pato Fu para criar um espetáculo desses. A banda continua afirmando sua posição ímpar dentro da história da música popular brasileira. Confira a passagem deles no Estúdio Showlivre, quando ainda tocavam com instrumentos de adultos.

Serviço

Dia 17 de Junho
Sábado, as 20h
Teatro Bradesco (Rua Palestra Itália, 500 / 3º piso – Bourbon Shopping São Paulo)
www.teatrobradesco.com.br

Bixiga 70 lança single que reflete a insatisfação política no Brasil e mundo afora

O novo single do Bixiga 70 conta com um clipe repleto de imagens de revolução. A música, chamada “Primeiramente”, carrega uma batida pesada transmitindo a inquietação política que vivemos. O clipe conta com uma colagem de vídeo onde se vê pessoas na rua protestando e a consequente repressão policial. No clipe, nós vemos imagens não apenas do Brasil, mas como também de protestos mundo afora, como o senhor que enfrentou o tanque de guerra na praça de Tiananmen e os atletas negros das olimpíadas de 1968, que fizeram o sinal dos Panteras Negras durante o hino americano. A música, com seu baixo forte e sirenes estridentes, captura o estado de espírito desse tipo de atividade política.

Confira aqui o clipe e a participação do Bixiga 70 no palco Showlivre.

Universal lança “Dia dos namorados”, música inédita de Cazuza com Ney Matogrosso

Na segunda-feira 12, a Universal surpreendeu a todos com o lançamento de uma música inédita de Cazuza, nunca antes ouvida por seus fãs. A surpresa vem para comemorar a data do dia dos namorados com uma letra sobre relacionamento e amor.

A música foi originalmente gravada para o segundo álbum solo de Cazuza, mas acabou não sendo usada pelo próprio artista. Ney Matogrosso empresta a voz para essa nova versão da música, que foi retrabalhada pelo produtor Nilo Romero.

O clipe mistura animações, fotos e vídeos de maneira divertida e leve. O tema, claro, é o amor. No clipe vemos diversos tipos de casais, todos unidos em celebração dessa data.

Confira o clipe, além de homenagens ao Cazuza que rolaram no showlivre.com.

Msário lança single sobre a igualdade de gênero

O rapper Msário acaba de lançar o single “Dona de Si”, com participações de Heloá Fernanda e Marco fé. A letra da música trata do conceito de igualdade de gênero, com um eu-lírico que reconhece em si uma mudança de atitude. Na música, Msário admite ter errado no passado e relata uma transformação interna onde ele assume a ascendência machista de seu passado e procura agora ser diferente. Heloá, que faz o vocal feminino do coro, representa a mulher moderna, que exige respeito do homem seguindo em frente com a sua liberdade. Confira o lyric-vídeo da música e a passagem de Msário no Estúdio Showlivre.

Confira a playlist de dia dos namorados do Estúdio Showlivre

No dia dos namorados, a redação do showlivre.com preparou uma playlist de músicas românticas gravadas diretamente de nossos estúdios. Confira!

Anelis Assumpção – “Eu Gosto Assim”

De maneira bem humorada, a letra de Anelis trata de uma mulher que sabe o que quer e sabe o que gosta. Para curtir um amor, nada melhor do que estar na mesma página.

Thayná Bitencourt – “E essa boca aí?”

Ser solteiro pode ser bom, mas melhor ainda é ter a certeza de que está apaixonado/a. Essa música, originalmente cantada pelos meninos Bruninho e Davi, leva uma roupagem nova na voz de Thayná Bitencourt.

Tibério Azul – “Lá Em Casa”

Nessa letra de Tibério Azul ele romantiza a vida cotidiana com o seu amor, com quem forma um lar. Não há nada mais gostoso de que construir uma casa com a pessoa que você ama.

Bruna Caram – “Palavras do Coração”

Quando se ama, se imagina o que está por vir. Na letra de Bruna Karam, o amor desperta as palavras do coração e contempla no presente todo um futuro com alguém.

Dani Black – “Pega de Jeito”

Essa vai para os que passam o dia dos namorados sozinhos, mas apaixonados. Na letra de Black, ele se declara a alguém e pede que se entregue por inteira, que pegue de jeito. Para aqueles que no próximo dia dos namorados sabem com quem quer estar.