“O Fim do Mundo, Enfim” cancela domingo

O SESC Pompeia informou o cancelamento da apresentação gratuita do festival punk O Fim do Mundo, Enfim, que aconteceria no domingo (01/04). Segundo a assessoria de imprensa, “a grande expectativa de comparecimento de público e repercussão alcançada são maiores que a capacidade de atendimento, segundo vistoria realizada no espaço por órgãos competentes, que determinaram a limitação em 1.200 pessoas para o local”.

As bandas se apresentariam na data terão shows remarcados na Choperia do SESC Pompeia. As apresentações de 29, 30 e 31/03 acontecerão normalmente.

Mais informações sobre o festival estão neste link!

BMW Jazz Festival em segunda edição!

Em sua segunda edição, o BMW Jazz Festival acontecerá em São Paulo dos dias 8 a 10 de junho e, no Rio de Janeiro, de 11 a 13 de junho. Tal como na edição anterior, linhas distintas do jazz e suas vertentes estarão presentes.

Nesta edição, as atrações serão: Chick Corea, Clarke & White; Maceo Parker com Fred Wesley & Pee Wee Ellis; Charles Lloyd; The Clayton Brothers; Trombone Shorty & Orleans Avenue; Ambrose Akinmusire; Ninety Miles; Darcy James Argue’s Secret Society; e Toninho Ferragutti e Bebê Kramer.

A curadoria ficou por conta de Zuza Homem de Mello, o músico e produtor musical Zé Nogueira e o produtor musical Pedro Albuquerque.

Além dos shows, haverá também workshops gratuitos na EMESP Tom Jobim (Escola de Música do Estado de São Paulo), ministrados por Chick Corea, Lenny White, Stanley Clarke, Charles Lloyd, Christian Scott (Ninety Miles) e Trombone Shorty (acompanhado do baterista de sua banda Joey Peebles).

Serviço
São Paulo
Local: Via Funchal e Parque Ibirapuera
Data: 8 a 10/06/12

Rio de Janeiro
Local: Teatro Oi Casa Grande
Data: 11 a 13/06/12

Site: www.bmwjazzfestival.com

No clima do Lollapalooza!

Dias 7 e 8 de abril vai rolar a primeira edição brasileira do Lollapalooza, mega festival criado por Perry Farrell, vocalista do Jane’s Addiction. Como você deve saber, entre as atrações estão Foo Fighters, Artic Monkeys, Gogol Bordello, Joan Jett & The Blackhearts, TV On The Radio, MGMT, entre vários outros nomes conhecidos.

Para dar o clima, acontecerão também, na semana do festival, as Lollaparties. As festas serão realizadas no Cine Joia, com Foster de People no dia 5 de abril e Friendly Fires no dia 7.

Outra atração surpreendente do Lollapalooza será o palco Kidzapalooza, com ações e apresentações dedicadas ao público infantil. Lá vão rolar apresentações da Ópera Cômica (com o espetáculo “Zé e Cia – Trenzinho da Gente”), banda do Conservatório Souza Lima (com o baterista mirim e prodígio Sam Batera e Absolut, quarteto formado por alunos do Colégio São Luís), Bichos do Mundo, Abigail Conta Mais de Mil, Solange Sá e o Show dos Piolhos, Meg Monteiro e Banda Symbol, e espetáculo Crianças Crionças (com poemas infantis musicados e interpretados por Cid Campos).

O showlivre.com não podia ficar de fora do festival e já deu uma palavra com o idealizador Perry Farrell, quando rolou o anúncio do line-up.

Em breve vai rolar cobertura exclusiva do Lollapalooza. Fique ligado no nosso Facebook e no Twitter @Showlivre!

Serviço
Local: Jockey Club – São Paulo – SP
Data: Sábado e domingo, 07 e 08/04/12
Site: www.lollapaloozabr.com

Os pequenos eventos de Chico Buarque

Chico Buarque no HSBC Brasil, em São Paulo. Foto: Laís Aranha (www.laisaranha.com).

Quando se assiste a um show de Chico Buarque, não se vê apenas um artista no palco. O que se vê é um monumento com raízes profundas na história recente do país. Raízes que atravessam seu papel na resistência ao regime militar, sua atuação política contemporânea, seu time de futebol, seus livros, seus discos, sua aparência. Chico Buarque é um fenômeno pop.

O músico-escritor-dramaturgo já foi tema de numerosos e extensos documentários, livros, matérias jornalísticas, trabalhos acadêmicos, vestibulares. Já teve suas canções homenageadas em sem-número de obras musicais. Quando se fala sobre Chico, o nome não confunde-se com o de outros Chicos. E quando se trata daquele de sobrenome Buarque, nada disso escapa à percepção.

Chico Buarque. Foto: Laís Aranha.

Eis que o homem estava no palco do HSBC Brasil, em São Paulo, no domingo 11. E o que se espera de uma plateia que não assiste a um cantor e compositor, mas um monumento? Espera-se a aclamação de qualquer gesto, a reverência diante de qualquer olhar. E assim explica-se que tudo seja recebido com aplausos eufóricos, independente do ocorrido no palco.

Fique claro, o que acontece no palco é supremacia musical. Chico é acompanhado pelo maestro Luiz Claudio Ramos, regente de um time de músicos exímios, instrumentistas com requintes de perfeição. Dentre eles, os conhecidos Chico Batera (percussão) e Wilson das Neves (bateria). Mas o fato é que, na levada de seu protagonista, nenhum dos músicos tenta transformar a apresentação em um espetáculo do entretenimento, reluzente aos olhos, que absorva o público. A intenção parece ser apenas mostrar à plateia com excelência aquilo que ela já conhece.

Reprodução de "O Bloco Carnavalesco", de Portinari, ao fundo. Foto: Laís Aranha.

A elegância e a pluralidade da música de Chico Buarque aparece de forma discreta. Aparece quando o pianista João Rebouças troca seu instrumento pelo cavaquinho – no mesmo momento em que, curiosamente, o baixista Jorge Helder troca a eletricidade por um imponente contrabaixo. O repertório caminha por todas as fases da obra buarquiana e conta com inúmeros hits, de “Geni e o Zepelim“ a “Anos dourados”, de “Baioque” à excelente “Sinhá”, canção final do novo álbum Chico. A atmosfera de grandiosidade artística e intelectual é adornada pelo cenário rotativo ao fundo do palco, com imagens de Cândido Portinari e Oscar Niemeyer.

Talvez por conta da discrição e quase formalidade do show, acontecimentos que escapem ao protocolo transformam-se em grandes eventos. Uma queda na energia elétrica gera expectiva no público, em um clima de “e agora, Chico?”. Mas o cantor, experiente, não tece comentários. Levanta-se calmamente e cochicha com seus músicos. O produtor vai até a frente do palco e, em voz alta, explica o problema, causado pela chuva. Passam alguns minutos, todos posicionam-se e Chico enfim retoma: “como eu ia dizendo…” e volta exatamente aos mesmos versos que cantava antes da interrupção.

Chico Buarque. Foto: Laís Aranha.

Um observador atento percebia que Chico “quase” conseguia beber água em alguns momentos, por conta do curto intervalo entre as canções. Até que, após um rápido gole, corre para alcançar o braço do violão e erra o primeiro acorde. O cantor volta-se para o maestro Luiz Claudio Ramos, pontapé inicial da maioria das músicas e, com sua gargalhada inconfundível, diz: “ele nunca me deixa beber água”. Pequenas coisas tornam-se grandes eventos.

Ao fim do show, após o bis já previsto e calorosos aplausos em pé, o público se recusa a ir embora. Porém, Chico não retorna. Talvez por conta do protocolo a ser seguido. Talvez porque, se sucumbisse aos aplausos insistentes do público, jamais sairia de seu foco.

James, pela primeira vez no Brasil!

Uma das bandas de Manchester mais importantes do cenário roqueiro se apresenta pela primeira vez no Brasil e os ingressos já estão a venda!

O James, contemporânea dos Smiths, toca seus hits no Cine Joia dia 30 de abril. Liderado pelo vocalista Tim Booth, a banda deve apresentar seus hits, entre eles, “Say something”, “Sit down”, “Ring the bells”, “Laid” e “She’s a star”. Canções dos álbuns mais recentes The Night Before e The Morning After também não serão esquecidas.

James (Tim Booth e um cão (!) mais a frente)

Perfil:
Ao longo de três décadas, a banda acumula uma discografia de 11 títulos, com 40 singles que estiveram no U.K. Top 40. O álbum Laid, lançado em 1993, produzido pelo britânico Brian Eno, figurou no topo do ranking da revista Billboard (edição 100) e rendeu um disco de ouro.

Atualmente, a banda trabalha na finalização do álbum “The Gathering Sound”, que celebra os trinta anos de carreira, e pretende ser lançado em breve.

Para o show no Cine Joia, a banda James vem com a formação original: Tim Booth (vocal), Jim Glennie (baixo), Larry Gott (guitarra), Saul Davies (guitarra e violino), Mark Hunter (teclados), David Baynton-Power (bateria) and Andy Diagram (trompete).

James @Cine Joia
Segunda-feira, 30 de abril
Abertura da casa: 21h
Horário previsto do show: 23h30
Ingressos: R$ 120,00 ou R$ 60,00 (meia entrada)
Venda online: www.cinejoia.tv/ingressos / facebook.com/cinejoia
Ponto de venda físico: Av. Brigadeiro Luis Antonio, 277 – 1º andar (de segunda a sexta-feira, das 11h às 18h).

Cine Joia
Praça Carlos Gomes, 82 – Liberdade
Site: www.cinejoia.tv
Telefone: 3231.3705

Teresa Cristina faz homenagem ao rei Roberto

A rainha do samba Teresa Cristina junta-se à banda de rock Os Outros e presta homenagem a Roberto Carlos no próximo final de semana, em São Paulo. O projeto é uma prévia do CD/DVD que deve ser gravado ainda este ano, dedicado ao repertório do rei. Em alta produtividade, a cantora também deve gravar em 2012 um álbum dedicado à obra de Candeia.

Mais informações sobre o evento podem ser obtidas no site do SESC: http://bit.ly/xsNbcB

Serviço
Local: SESC Pinheiros – Teatro Paulo Autran
Endereço: Rua Paes Leme, 195 – Pinheiros – São Paulo SP
Data: 17/03 e 18/03
Hora: Sábado, às 21h; domingo, às 18h.
Preço: R$8,00 a R$32,00

Trancoso recebe música erudita

O Música em Trancoso – MeT é um festival de música erudita que vai rolar em Trancoso (BA), de 17 a 24 de março, com uma programação totalmente gratuita.

A Orquestra Juvenil da Bahia, com regência do maestro e pianista Ricardo Castro, dividirá o palco com dez consagrados virtuoses internacionais, em repertórios que mesclam o erudito e o popular brasileiro.

Além dos concertos, abertos ao público, integrantes da orquestra e solistas ministrarão gratuitamente clínicas de técnica e interpretação (masterclasses) para estudantes de música e ouvintes. Além destas aulas, também haverão aulas básicas de música para alunos de escolas públicas da região.

Todas as informações sobre o evento estão no www.musicaemtrancoso.org.br

Stoner rock no Inferno

Os goianos do Black Drawing Chalks comemoram a finalização do novo disco no Inferno Club, em São Paulo. Para esquentar a noite, estará a Grindhouse Hotel, banda recém-formada com veteranos da cena roqueira paulistana, que lança o EP Rock’n’Roll Kids Are Coming. Vanessa Porto e Daniel Belleza fazem a discotecagem da noite. Mais informações sobre o evento estão no http://on.fb.me/y606Xz.

Serviço
Local: Inferno Club
Endereço: Rua Augusta, 501 – Consolação – São Paulo – SP
Data: Sexta-feira, 02/03/12
Site: http://www.infernoclub.com.br