Anote e Vá – Agenda Showlivre 30/jul a 6/ago

The Gilbertos @Livraria da Esquina

Para esta mini-turnê, Thomas e o baixista Akira van der S (esse mesmo, o lendário Akira de Akira S e as Garotas Que Erraram), viajam ao Brasil, onde a banda será completada pelo tecladista/agitador/lounge lizard Astronauta Pinguim e pelo baterista Felipe Maia.

Eurobossas, post-MPB e rock de garagem. Tudo numa banda que nunca gravou no Brasil mas morre de saudades da São Paulo dos anos 70 e 80.

30de julho – sábado – 23h
+ BENJAMINS
DJs residentes: André Girardi & Robssey
convs: Jair Marcos (Fellini / 3 Hombres), Mary FreeFall (Menz Insana) & Fábio Vietnica (VDJ)
Ingresso: R$ 20,00
www.livrariadaesquina.com.br

Trio Virgulino @Remelexo

O Trio Virgulino com 31 anos de carreira já colocou muita gente para dançar e se divertir por todo Brasil e também no exterior. No repertório da noite, o Trio Virgulino traz sucessos como “Forró e paixão” e “ Preciso do seu sorriso”, além de “Vida de forró”, faixa que faz parte do novo CD do trio, lançado no primeiro semestre deste ano.

Remelexo
Rua Ferreira de Araújo, 1076 – Pinheiros
31 de julho – domingo – a partir das 22h.
Ingressos: R$ 10 a R$ 22
Contato: (11) 3034-0212.
www.remelexobrasil.com.br

Otis Trio @Bar B

Jazz energético com participação dos DJs MZK e João Ciriaco

30 de julho – sábado – 22h
Bar B
Rua General Jardim 43 – República
Ingresso: R$ 10,00

Comma @Casa do Mancha

30 de julho – sábado – 21h
Casa do Mancha
Rua Filipe de Alcaçova s/n
R$ 10

Apanhador Só @SESC VIla MAriana
Rua Pelotas 141 – Vila Mariana

A volta dos gaúchos para uma apresentação eletrificada. A única do mês de agosto em SP.

SESC Vila Mariana
Rua Pelotas, 141, Vila Mariana
3 de agosto – quarta – 20h30
Ingressos: R$ 3 a R$ 12

Uma Noite Para Maysa @SESC Belenzinho

Show de lançamento do álbum Uma Noite para Maysa, que traz Cauby Peixoto, Claudette Soares, Cida Moreira, Célia, Alaíde Costa e Claudia “cantando Maysa, diva eterna da música brasileira.

O álbum foi gravado ao vivo, em abril de 2008, no SESC Vila Mariana com produção de Thiago Marques e recém-lançado pelo selo Lua Music.

Uma Noite Para Maysa
Artistas: Cauby Peixoto, Claudete Soares, Cida Moreira, Célia, Alaíde e Claudia
Músicos: Daniel Bonbaczuk (piano), Ronaldo Rayol (violão), Eric Budney (baixo elétrico) e Nahame Casseb (bateria).
5 de agosto – sexta-feira – 21 horas
SESC Belenzinho
Rua Padre Adelino, 1000 – Belenzinho – São Paulo (SP)
Telefone: (11) 2076-9700
www.sescsp.org.br/belenzinho

Plebe Rude @Projeto Arquivo do SESC Belenzinho

O projeto Arquivo do SESC Belenzinho apresenta artistas e grupos que consolidaram seu nome no cenário da música brasileira por meio de uma carreira profícua.

A banda Plebe Rude abre o projeto lançando o CD/DVD Rachando Concreto – Ao Vivo que comemora 26 anos do EP O Concreto Já Rachou, aclamado disco de estreia.

SESC Belenzinho
Rua Padre Adelino, 1000 – Belenzinho
5 e 6 de agosto – sexta e sábado – 21h30
Ingressos: R$ 6 a R$ 24
Telefone: (11) 2076-9700 – www.sescsp.org.br/belenzinho

Plebe Rude

Pepeu Gomes @SESC Santana

O guitarrista, compositor e cantor apresenta o show ‘Pepeu Toca Novos Baianos’. Pepeu também apresenta o merengue, a salsa e os violões flamencos, que segundo o músico, “estão presentes nos meus espetáculos aqui e no exterior”.

SESC Santana
Av. Luiz Dumont Villares, 579 – Santana
05, 06 e 07 de agosto. Sexta e sábado, às 21h. Domingo, às 18h.
Ingressos: R$ 4 aR$ 16
Telefone para informações: (11) 2971-8700

Criolo lança o álbum Nó na Orelha em SP

Criolo e DJ Dan Dan no Studio SP, em São Paulo. Foto: Laís Aranha.

Ao contrário de outros shows onde o protagonista é um rapper, um palco repleto de instrumentos acompanha as tradicionais pick-ups. Saxofones, flauta e percussão são alguns dos elementos que aguardam Criolo no Studio SP, casa noturna paulistana, para o show de lançamento do álbum Nó na Orelha, realizado no último dia 19. Aliás, neste primeiro álbum de canções de Kleber Gomes, o Criolo, já fica claro desde a primeira audição: o repertório apresentado escapa brutalmente ao lugar-comum do rap nacional, desde os ritmos trabalhados até a construção surpreendente das letras.

Um público formado por bem-nascidos e alguns bonés de aba reta quase lota o recinto e os músicos começam a aparecer. Antes de Criolo chegar, um roadie traz o último item: uma garrafa e uma taça de vinho. Enfim, a aguardada atração aparece trajando uma túnica e óculos escuros, com gestos firmes e semblante sério. O criador da Rinha dos MC’s exala carisma e tem uma presença de palco que intimida um olhar direto em seus olhos.

Criolo. Foto: Laís Aranha.

O time que acompanha Criolo é estrelado. Além dos produtores do disco, Daniel Ganjaman (teclado) e Marcelo Cabral (baixo), estão presentes nomes do quilate de Thiago França – o saxofonista e flautista é responsável por dar à luz ao grandioso Metá Metá, ao lado de Kiko Dinucci e Juçara Marçal, um dos lançamentos já consagrados de 2011. Se não há dúvida da força de Criolo em grande parte do que chega aos ouvidos, também é inegável que o caldeirão sonoro ao seu lado colabora em muito para a grandiosidade do espetáculo. A banda absorve a verdade do rapper, e coloca energia e vontade na apresentação.

Esta energia reverbera, como não poderia ser diferente. Frente a uma plateia que já conhece todas as letras e já decorou as minuciosas intervenções sonoras do disco, ouvir os ecos em Subirusdoistiozin é uma pancada certeira, com requintes de catarse coletiva. Diante da recepção, Criolo faz reverências ao público, agradece e fala sobre os 23 anos de trabalho necessários para que chegasse naquele momento.

DJ Dan Dan, Criolo e o público. Foto: Laís Aranha.

No hit Sucrilhos, o habilidoso letrista ultrapassa o contexto social de sua música e engaja os espectadores no refrão “Pode colar, mas sem arrastar / Se arrastar, favela vai cobrar”. Embora a maioria dos presentes aparente estar “acostumada com sucrilhos no prato”, como diz a letra, a soberania da arte de Criolo faz com que a situação não cause estranhamento. A arte sobrevive por si própria, tal como acontece quando um cidadão urbano conecta-se à música sertaneja de Almir Sater.

Em Não existe amor em SP, o êxtase do rapper vai a mil e ele grita palavrões fora do microfone. Ao fim da canção, porém, assume um tom calmo nas palavras e comenta um cartaz com a inscrição “existe sim!”, em resposta ao título da música. Fala que, às vezes, “a cidade trata de um jeito que indigna”, embora o amor possa ser plantado. Em outro momento, pede para os presentes levarem amor em suas bolsas e mochilas, em um ambiente musical que elimina qualquer chance de pieguice, embora Kleber não pareça, de longe, se importar com isso.

Criolo. Foto: Laís Aranha.

Perto do fim do show, Ganjaman diz que um artista como Criolo aparece a cada 20 ou 30 anos, como um Sabotage ou um Chico Science. As comparações podem ser deixadas de lado, mas enquanto grandes mestres já se foram e há quem esteja cansado de interpretar as obras-primas do passado, é um privilégio pertencer à geração que pode assistir a uma apresentação de Criolo ao vivo. No real sentido da palavra, ao palco, repleto de gás, vê-se a vida que o rapper é capaz de dar ao belo registro Nó na Orelha.

#showlivreday

#showlivreday

A equipe do showlivre.com recebe convites, material e propostas de bandas, de todos os gêneros, tamanhos e tipos, todos os dias, aí um olha pro outro e fala:
“Putz, quanta coisa legal, mas a gente não consegue dar vazão a tudo isso…”
Eis que um dia, a partir de uma idéia de Luiz Miranda, surge a proposta de deixarmos a porta aberta para os artistas mostrarem seu valor no Estúdio Showlivre. Foram 6 meses de planejamento, café, contas e muitos rascunhos até que conseguimos definir o #showlivreday!

– Bem, o que é o #showlivreday:

Vamos abrir o Estúdio até o final de 2011 para que artistas se inscrevam, mostrem seu interesse, talento e esforço e venham tocar no showlivre.com num dia especial, com direito a entrevista, fãs e a possibilidade de gravar um Estúdio Showlivre dedicado e muitos outros prêmios.

– Opa, como participar?

A partir do dia 1 de agosto os artistas devem se inscrever no hotsite, preencher as informações, ler o regulamento e começar a agitar a vida.

Como vão ser definidos os artistas para participarem do #showlivreday?
Bom, vamos deixar-nos impressionar por 3 itens:
– Depois de inscrito a banda vai na página do showlivre.com no facebook (aqui) e entrar na aba do #showlivreday. Chame os amigos e peça para votarem em vocês. Muitos votos e nossos olhos começar a prestar atenção no artista.
– O artista tem de ter conteúdo na web. Isso é o mínimo de uma banda articulada e com a cara dos novos tempos. Vídeos no youtube e/ou vimeo; músicas no myspace, na Trama Virtual, no Oi Novo Som; fotos no flickr, fotolog, facebook; posts atualizados no Twitter e muita gente seguindo a banda e seus passos. Conteúdo bacana faz brilhar nossos olhos.
– Sabemos que todos gostam do showlivre.com, então…PROVE! Pode mandar uma foto com nossos adesivos, um vídeo mencionando o showlivre.com no show, um bolo floresta negra na nossa porta (hehe), enfim… seja criativo e complete o nosso olhar sobre o seu trabalho!
Vamos apurar os 3 itens e escolher 8 bandas por edição para se apresentarem no mesmo dia aqui no nosso estúdio.

– Corri, agitei e fomos selecionados para o #showlivreday. Err.. e agora?

Ensaie 4 músicas. Chame até 10 amigos para irem no dia da apresentação. Toquem como nunca tocaram na vida. Conversem com o Clemente.
Vamos publicar logo depois 3 das músicas gravadas nos nossos canais, aproveite para mostrar para todo mundo e use como portifólio para shows e projetos.

– Sei, falta uma música.

Nós vamos publicar esse vídeo inédito de todos os artistas que passarem pelas 4 fases do #showlivreday no início de dezembro e logo depois apurar qual clipe teve mais acessos.
O artista mais visto vai fazer um Estúdio Showlivre completo, com muita música, conversa e todo o aparato de um programa já gravado pelos nomes mais expressivos da música que aqui passaram.
E para provar que o agito do público não é tudo, nós vamos selecionar mais uma banda entre as 32 que participaram das etapas iniciais para tocar numa outra data do Estúdio Showlivre, depois de uma curadoria feita por especialistas (leia-se músicos bacanas amigos do showlivre.com) que vão analisar o material gravado.
Faça barulho na internet, faça bonito no estúdio e você vai fazer um Estúdio Showlivre especial.
Tem mais prêmio vindo. Falamos disso depois.

Datas

Confira as datas e venha aqui para o Alto da Lapa fazer um som:

Etapa Inicial

Fase01 – AGO/11
Inscrições: De 1 a 19/ago
Anúncio das bandas que vão participar da edição 1: 23/ago
Apresentação: 31 de agosto

Etapa final:

Publicação dos clipes inéditos no Youtube para votação: 5 de dezembro
Votação Público: 5 a 16 de dezembro
Votação Técnica: 14 a 16 de dezembro
Anúncio final: 20 de dezembro

Apresentação dos ganhadores no Estúdio Showlivre:
Janeiro/2012

Agosto de todos

No showlivre.com atrações, gêneros e música para todos os tipos de fãs!

Rock, charm, mpb, rap, sertanejo universitário e gente do Brasil todo passam pelo showlivre.com para apresentar seus trabalhos, contar histórias e muito mais, ao vivo.

Confira a programação:

Estúdio Showlivre

02/08/2011 Pélico
O cantor e compositor apresenta o novo disco Que Isso Fique Entre Nós

Pélico - foto Theo Craveiro

04/08/2011 Sampa Crew
Nova apresentação de um dos recordista de acessos do canal do showlivre.com no youtube

09/08/2011 Diafanes
A banda da artista plástica Lorena Hollander apresenta o show de seu novo EP, Ennea

11/08/2011 Stevens
O pessoal do Stevens faz o lançamento do 2º CD da carreira, de nome homônimo

Stevens

16/08/2011 Christian e Cristiano
A dupla responsável pelo hit “Fã” divulga o 1º DVD da carreira deles

23/08/2011 CW7
Os curitibanos se apresentam para tocar e falar do novo disco homônimo

CW7 - Foto Gabriel Wickbold

24/08/2011 Criolo
Criolo lança seu primeiro álbum de canções, Nó na Orelha, já um dos melhores de 2011

Palhinha do Black na Cena


A produção do Black na Cena divulgou o horário das apresentações do festival, que será realizado em São Paulo, de 22 a 24 de julho. Simoninha, Max de Castro e DJ Magoo, produtor do evento, passaram no Showlivre para contar sobre os preparativos, e os músicos aproveitaram para dar uma palhinha do Baile do Simonal, uma das atrações. Confira!

Simoninha, Max de Castro e DJ Magoo falam do Black na Cena Festival

Simoninha e Max de Castro falam do Black na Cena e projetos novos

Max de Castro em “Vesti azul”

Simoninha e Max de Castro em “Sá Marina”

Simoninha e Max de Castro em “Mamãe passou açúcar em mim”

Sexta-feira (22/7) – das 17h às 5h
20h00 – Farufyno
21h30 – Tony Tornado
22h30 – O Baile do Simonal
23h30 – Sandra de Sá
01h00 – Seu Jorge
02h30 – George Clinton

Sábado (23/7) – 12h às 5h
16h00 – Xis, Marcelo Mira e Rincon Sapiência
17h30 – Lee “Scratch” Perry, Mad Professor e Roto Roots
19h00 – Marcelo Yuka
20h30 – Public Enemy
22h00 – Banda Black Rio com Criolo, Negra Li e Slim Rimografia
23h30 – Pato Banton
01h00 – Jorge Ben Jor
02h30 – Olodum e Carlinhos Brown

Domingo (24/7) – 11h às 22h
14h00 – Russo, Bocage e Banda Soul3
15h00 – Sandrão RZO
16h00 – Thaíde e Funk Como Le Gusta
17h00 – Naughty by Nature
18h00 – Racionais MCs
19h00 – Method Man
20h00 – Redman

Serviço
Local: Arena Anhembi
Endereço: Av. Olavo Fontoura S/N – Santana – São Paulo – SP
Data: 22 a 24/07/11
Site: www.blacknacena.com.br

Novo disco de Chico Buarque

Capa do novo disco de Chico Buarque

Quando Chico Buarque lança um disco, é de se pegar o encarte e dar atenção. Para prolongar um pouco mais a experiência, aproveitar tudo o que pode ser aproveitado. E neste novo álbum, intitulado Chico, com lançamento oficial em 22 de julho, o livreto vem simples, vem direto. Sem ilustrações, só cores chapadas no fundo das letras. Afinal de contas, com a obra que este artista construiu, o que mais é preciso apresentar senão letras e canções? Embora a vida pessoal e a personalidade pública se mesclem à criação – ao menos aos olhos do público –, o que interessa é a arte.

A primeira faixa, Querido diário, já havia sido lançada há algumas semanas, e mostrava um pouco do que viria. Passa a segunda, Rubato, e é na terceira canção que os ouvidos deste que escreve ficaram admirados. Em Essa pequena, Chico canta “tipo um blues”, como ele mesmo definiu em entrevista, e versa sobre as intempéries de uma relação que, embora faça o protagonista penar, dá a ele um blues que “já valeu a pena”. Uma alquimia de beleza rara, onde a canção fala sobre si mesma. Isso sem contar com os toques de genialidade dos solos bluesy para violino e violão, executados, respectivamente, por Nicolas Krassik e Luiz Claudio Ramos. Este último, aliás, o responsável pela direção musical, produção musical e todos os arranjos do disco.

A comentada participação de Thais Gulin vem em Se eu soubesse, também presente no último disco da cantora, em outra versão. A imprensa nativa especula sobre um possível duo romântico entre as vozes desta canção há tempos, mas isso não importa. O que vale é a aura descompromissada, divertida, da interpretação. Vale o eu lírico feminino, consagrado na obra de Chico, que aparece na letra. E vale, muito, o toque definitivo da grande harpista Cristina Braga.

Ainda sobre as letras, em Sem você 2, o cantor declara: “Sem você / É um silêncio tal / que ouço uma nuvem / a vagar no céu”. Faz parecer que, quando se aprende a traduzir uma alma, não se esquece jamais. Em Barafunda, o compositor-escritor faz uma abordagem sensível e bem-humorada dos esquecimentos de uma memória senil. “Misturam-se os fatos / as fotos são velhas”, mas “a vida é bela”.

Ao fim do disco, o ouvinte se depara com uma parceria entre Chico Buarque e João Bosco. Sinhá é um afro-samba de melodia forte, arranjo denso. Uma combinação de sentimento, poesia e retrato histórico feita com a seriedade que somente esses dois mestres da música brasileira poderiam fazer. Uma canção boa ao ponto das lágrimas.

O disco passa rápido, como uma paixão fulminante que toma a alma, os sentidos, a razão. Mas que não termina, pois pode sempre começar de novo. Obrigado, Chico.

Dia Internacional do Rock no Showlivre

Nesta comemoração do Dia Internacional do Rock, vamos transmitir vídeos com grandes momentos roqueiros que rolaram no Showlivre, como não podia deixar de ser. Gravações no Estúdio Showlivre, clipes e outros vídeos dos representantes do estilo que passaram por aqui.

O Dia Internacional do Rock nasceu em 1985, quando Bob Geldof organizou o Live Aid, um mega show pelo fim da fome na Etiópia, com presença de The Who, Led Zeppelin, Queen, Black Sabbath e outros nomes gigantes. Fazemos aqui a nossa homenagem à data!

A transmissão começa 12h30. Assista AQUI e rock’n’roll, baby!

Ganhou uma promoção do Showlivre? Mande sua foto!

Se você ganhou uma promoção do Showlivre, mande sua foto para publicação. Se você não ganhou ainda, confira nossa área de promoções, temos novidades todos os dias!

A Iris Versaro foi na faixa ao show do Ed Kowalczyk, ex-vocalista do Live.

A ganhadora Dilma Campos foi ao show do Jorge Vercillo e mandou suas fotos.

E o Rogério de Oliveira veio conferir a gravação do Estúdio Showlivre com 365.

Você também pode saber sobre nossas promoções no Twitter @Showlivre ou no Facebook!

All You Need is boa música!

Ainda comemorando o Dia Internacional do Rock, a atração do Estúdio Showlivre que vai ser transmitido ao vivo no dia 14 de julho, quinta-feira, a partir das 15h, é o maior espetáculo Beatle da América Latina: o quarteto All You Need is Love.

A apresentação vai contemplar duas fases musicais e de personalidades distintas do fabfour. Com direito a troca de figurino e tudo mais, o Estúdio Showlivre com All You Need is Love vai ser uma justa homenagem a um dos expoentes roqueiros universais.

All You Need is Love

Perfil:

O espetáculo All You Need Is Love presta seu tributo em grande estilo com um show especial, que aposta em arranjos originais, instrumentos vintage, repertório amplo e na fidelidade de vozes, figurinos, trejeitos e até de diálogos em inglês no palco para proporcionar ao público a sensação mais próxima de estar diante do quarteto de Liverpool.

Os integrantes do All You Need Is Love já tocaram no mitológico estúdio Abbey Road, no qual os Beatles gravaram quase todo seu repertório; viajaram no ônibus do grupo; se apresentaram seis vezes no lendário Cavern Club (lá foram parabenizados pelo primeiro empresário dos Beatles, Alan Williams, e por Dave Jones, dono do Cavern Club) e tocaram no encerramento oficial do Annual Beatles Convention, a Beatle Week, em Liverpool, na Inglaterra, para mais de 100 mil pessoas. Além disso, conheceram Astrid Kirchherr, responsável pelo corte de cabelo e pelo design dos ternos dos Beatles e fotógrafa do período inicial da banda, durante a estada em Hamburgo.

Formado por Sandro Peretto (John Lennon), César Kiles (Paul McCartney), Thomas Arques (George Harrison), Renato Almeida (Ringo Starr) e Anselmo Ubiratan (George Martin), o All You Need Is Love coleciona coincidências entre seus integrantes e os verdadeiros Beatles. Além de cada um ter a mesma estatura do beatle que representa no espetáculo, os músicos do All You Need Is Love trazem até características de personalidade semelhantes às de seus personagens, que dão ainda mais veracidade ao espetáculo.

O beatlemaníaco César, que aprendeu a tocar baixo com a mão esquerda, tem o carisma e o perfeccionismo de Paul. Sandro tem o sarcasmo e o timbre de voz de John. Renato, músico de formação erudita que toca em bandas de rock desde os 15 anos, é brincalhão e irreverente como Ringo. Thomas é tímido e irônico como George.

Os instrumentos do espetáculo, que apresenta mais de sessenta músicas do repertório da banda, são os mesmos usados pelos Beatles. Destaque para a bateria da marca Ludwig, de 1962, mesma marca e ano da usada por Ringo Starr; as guitarras das marcas Gretsch e Rickenbacker e o baixo Hofner, idêntico ao usado por Paul McCartney. O espetáculo conta com um total de dez modelos de guitarras, incluindo ainda as das marcas Epiphone, Fender e Gibson; dois violões, Fender e Gibson; três baixos, Hofner, Fender e Rickenbacker; além de um piano com pintura psicodélica, como o usado por Paul nas fases dos discos Sgt Pepper`s e The Magical Mystery Tour. Os amplificadores são da marca Vox, usada pelos Beatles durante toda sua carreira.

Anote e Vá – Agenda showlivre 9 a 15/julho

Los Porongas @CCSP

A banda acreana Los Porongas em lançamento do seu segundo CD, O Segundo Depois do Silêncio. A apresentação marca o inicio da divulgação do novo trabalho em São Paulo.

Los Porongas

Para a apresentação a banda preparou um repertório especial com alguns sucessos do primeiro álbum, o homônimo Los Porongas lançado em 2007 e as canções do disco O Segundo Depois do Silêncio. O grupo divide o palco com os convidados Helio Flanders (Vanguart), Carlos Gadelha (O Jardim das Horas) e participação especial de Leandro Febras e Thiago Perozzi nos metais.

CCSP (Centro Cultural São Paulo/ Sala Adoniran Barbosa)
Rua Vergueiro, 1000
09/julho – 19h
Ingressos: R$ 10 a R$ 20

Nasi @SESC Pompéia

Apresentação faz parte da programação especial do rock que acontece durante todo o mês de julho na choperia do SESC Pompéia. Um dos ícones do rock nacional nos anos 80 à frente do Ira!, mostra pro público paulistano o seu segundo trabalho autoral solo: Vivo na Cena.
Na banda, Johnny Boy (guitarra), André Youssef (teclado), Nivaldo Capobianco (guitarra) e Evaristo Pádua (bateria).

9 de Julho ( Sábado)
De R$ 4 a R$ 16
SESC Pompéia
Rua Clélia, 93
Telefone para informações: (11) 3871-7700

Blubell @Casa de Francisca

A cantora apresenta as doces canções do seu álbum “Eu sou do tempo em que a gente se telefonava”.
A casa serve um cardápio de alimentos e bebidas artesanais que não são servidas durante as apresentações.

10/jul (domingo) – 21h
Casa de Francisca
Rua José Maria Lisboa 190
www.casadefrancisca.art.br
Ingresso: R$ 26

Vendo 147 + Crazy Legs + Joe e a Gerência @Studio SP

A banda baiana de rock instrumental, Vendo 147, lança seu primeiro
disco “Godofredo” com turnê homônima, que terá como
destino inicial o sul e o sudeste do país. Joe fundou o Cascadura, sendo o
primeiro baixista da banda. A banda paulista Crazy Legs vem sendo aclamada pela crítica especializada como uma das maiores revelações do cenário rockabilly mundial.

Studio SP
Rua Augusta, 591 – Consolação
Tel/Fax: (11) 3129.7040
www.studiosp.org
12/julho (terça) porta 21 hs / show 22 hs
Entrada gratuita

Nem Tudo Acaba em Pizza @Chácara Santa Cecília

Pelo 7º ano consecutivo, o restaurante Chácara Santa Cecília, em Pinheiros, promove o projeto beneficente “Nem Tudo Acaba em Pizza”. O evento conta com a presença voluntária de cantores roqueiros que servem pizza para os clientes da casa.
Já estão confirmados: Andria e Ivan Busic (Dr. Sin); Lucas Silveira (Fresno); Kiko Zambianchi; PG e Leo (Tihuana); Elliot Reis e Mi Vieira (Glória); André Jung (Ira!); Carol Navarro, Dedê Soares, Mel Ravasio e Mi Oliveira (Lipstick); Di Ferrero e Gee Rocha (NX Zero).

NX Zero

A cada edição é escolhida uma entidade que é beneficiada com a doação do valor integral arrecadado com a venda das pizzas durante a gincana (o início e fim da gincana dura aproximadamente 01h30m). Para 2011, a CAJEC (Casa José Eduardo Cavichio) foi a escolhida para receber as doações.

NEM TUDO ACABA EM PIZZA
Entrada: 1 kg de alimento não perecível ou um agasalho em bom estado (por pessoa) + R$ 1 no final do consumo.
12 de julho (terça-feira) – 21h
Chácara Santa Cecília
Rua Ferreira de Araújo, 601 – Pinheiros
Telefone: (11) 3034-6251/3910

Nana Rizinni @Studio SP

A baterista e compositora paulistana Naná Rizinni lança seu álbum de estreia, “I
Said”, produzido por Plinio Profeta. No palco, Naná é acompanhada por Gianni Dias (guitarra
base), André Henrique (baixo), Pedro Rangel (bateria) e Renato Galozzi (guitarra
solo).

Lançamento do CD I Said!
Studio SP
Rua Augusta, 591 – Consolação
Tel/Fax: (11) 3129.7040
www.studiosp.org
13/julho (quarta) – Porta 21 hs / show 22 hs
Entrada gratuita

Nasi, Frejat, Marcelo Nova e Roger @10º aniversário da Kiss FM

A Kiss FM (102,1 MHz) completa dez anos de transmissão e para comemorar preparou um show especial com Nasi, Frejat, Marcelo Nova e Roger, que fizeram história, respectivamente, no IRA, Barão Vermelho, Camisa de Vênus e Ultraje a Rigor. A noite inclui ainda apresentação da banda Cachorro Grande e do ex-goleiro do Corinthians, Ronaldo Giovanelli, com o grupo Ronaldo e os Impedidos.

Além de interpretar suas canções, cantores ficaram livres para escolherem músicas de seus grupos e artistas favoritos

Show Kiss FM 10 Anos
14/julho (quinta) –a partir das 21h
HSBC Brasil
Rua Bragança Paulista, 1.281, Chácara Santo Antônio
Ingressos: À venda no local, na sede da Kiss FM ou pela internet (www.hsbcbrasil.com.br)
Mais informações: 11 3016-5999 / 11 5646-2120 / www.kissfm.com.br