#Toca-Discos – Kind of Blue do Miles Davis

Carol Pardini comenta mais um dos seus discos que fazem parte da sua formação musical


Lá vamos nós para mais uma jornada ao mundo totalmente sem uma linha de raciocínio da minha playlits de discos. Porque é fato eu vou de Tears For Fears, passando por The Cure, A-Ha chegando em quem??? Miles Davis! E é assim todos dias, uma tradicional mistura entre Brasil e Egito.

Deixando a criança ordinária de lado, vamos ao um dos meus musos de destaque. Jazz é um dos gêneros musicais que mais amo na vida. Me ajuda a estudar, relaxar, escrever, entre outras coisas mais. É óbvio que o Miles seria destaque (confesso que, às vezes me acho clichê demais).

O álbum em questão é Kind of Blue lançado em 17 de agosto de 1959 pela Columbia Records, tanto em mono como em estéreo. As sessões de gravação para o disco foram realizadas no 30th Street Studio, na cidade de Nova Iorque, de 2 de março a 22 de abril daquele ano. Os encontros contaram com o conjunto sexteto de Davis, constituído pelo pianista Bill Evans, o baterista Jimmy Cobb, o baixista Paul Chambers e os saxofonistas John Coltrane e Julian “Cannonball” Adderley. Após o ingresso de Bill Evans no grupo, Miles deu continuidade às experimentações modais de Milestones, baseando o LP inteiramente em modalidade e colocando-o em contraste com seus trabalhos anteriores, de estilo hard bop.

Miles era tão incrível, mas tão incrível que criou seu próprio estilo modal de jazz. Ele foi originalmente chamado “Miles” no álbum. Desde que as pessoas começaram a se referir à melodia como “Milestones” em vez de “Miles”, em edições posteriores do álbum, o nome foi alterado.

Voltando ao disco para além, a abrangente influência de Kind of Blue na música tem levado especialistas a reconhecer este como um dos mais importantes álbuns de todos os tempos. Em 2002, foi um dos discos escolhidos para integrar o Registro Nacional de Gravações da Biblioteca do Congresso Americano. Em 2003, o trabalho foi classificado em 12º lugar pela revista Rolling Stone na sua lista dos 500 melhores álbuns de sempre. Em 2007, Kind of Blue passou a figurar entre os 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame. Em 30 de setembro de 2008, uma edição especial de comemoração ao 50º aniversário de lançamento do LP foi distribuída pela Columbia/Legacy Recordings.

Miles podia facilmente ser confundido com alguém de exatas ou matemática pois Kind of Blue é baseado inteiramente em modalidade, em contraste aos trabalhos anteriores de Davis, caracterizados ao estilo hard bop de jazz e com complexa progressão harmônica e improvisação. Todo o álbum foi composto como uma série de “esboços modais”, a partir da qual cada integrante recebeu um conjunto de escalas que definiram os parâmetros de sua improvisação e estilo. Esse procedimento se opunha às medidas mais típicas de composição, como a provisão de partituras aos músicos ou, como era mais comum no jazz improvisado, o fornecimento de progressões harmônicas ou séries de harmonia. Ou seja, a soma dos fatores mais geniais resultaram num álbum tão redondo e inspirador.

O disco foi tão inovador e mexe ainda com tanta gente que, você pode encontrar a estrutura dos acordes introdutórios de “Breathe”, canção presente no igualmente legendário The Dark Side of the Moon do Pink Floyd, de 1973. Quincy Jones citava o álbum sempre que podia, um dos solos de John Coltrane mais famosos o de “In Memory of Elizabeth Reed” “vêm [da inspiração] em Miles e Coltrane, e em Kind of Blue particularmente, entre outros tantos artistas que debulham elogios ao um álbum sem ostentação nenhuma ao tamanho da magnitude musical expressa por trás.

Pegue sua melhor taça de Pinot Noir e coloque as faixas abaixo para tocar
Disco 1
1. “So What” – 9:22
2. “Freddie Freeloader” – 9:46
3. “Blue in Green (Miles Davis e Bill Evans)” – 5:37
4. “All Blues” – 11:33
5. “Flamenco Sketches (Miles Davis e Bill Evans)” – 9:26
6. “Flamenco Sketches (Alternative take)” – 9:32
7. “Freddie Freeloader (Studio Sequence)” – 0:53
8. “Freddie Freeloader (False start)” – 1:27
9. “Freddie Freeloader (Studio Sequence 2)” – 1:30
10. “So What (Studio Sequence)” – 1:55
11. “So What (Studio Sequence 2)” – 0:13
12. “Blue in Green (Studio Sequence)” – 1:58
13. “Flamenco Sketches (Studio Sketches)” – 0:45
14. “Flamenco Sketches (Studio Sketches 2)” – 1:12
15. “All Blues (Studio Sketches)” – 0:18

Disco 2
1. “On Green Dolphin Street (Bronisław Kaper e Ned Washington)” – 9:50
2. “Fran-Dance” – 5:49
3. “Stella by Starlight (Victor Young e Ned Washington)” – 4:46
4. “Love for Sale (Cole Porter)” – 11:49
5. “Fran-Dance (Alternative Take)” – 5:53
6. “So What (Live)” – 17:29

+Música by Maah Music: Chula Rock Band, Out Of The Blue e Aquilo

Uma leva de clipes e sons bons na coluna da semana da Maah


Chula Rock Band | @chularockband
Ai meu coração de fã apaixonada. Nossa é segunda-feira! Muita calma nessa hora. Minha gente para tudo que você tá ouvindo ou fazendo para curtir o som da banda Chula Rock, é o primeiro single do novo álbum, “Coração alado”.

Depois de um 2015 com 3 lançamentos (isso mesmo, o cd ‘Agora é Guerra’ em abril, o dvd ‘Diário de Bordo’ em julho e tão bem recebido ‘Chula Folk Sessions’ em dezembro), a Chula Rock Band não poderia deixar passar 2016 sem lançar nenhum material inédito. Em setembro sairá o novo álbum intitulado ‘Coração e Alado’. Um disco diferente de tudo que já foi feito pela banda.

Confira o lyric video de “Coração alado” agora:

Out Of The Blue
Banda de moços talentosos e gente bonita, aí eu vi uma pequena vantagem extra (risos). Seguinte, a banda de rock Out Of The Blue, de Limeira (SP), divulgou o clipe da música “At 27″, Presente no seu novo álbum Falemos de Sonhos, recém lançado após uma campanha de crowdfunding diferente e muito bem sucedida. O clipe conta com imagens de sua turnê pela Europa, que aconteceu em julho e que passou por 4 Países (Portugual, Espanha, Inglaterra e Alemanha). Dá o play!

Aquilo | @aquilo
AHHHHHHHHHHH mais uma indicação insana pra vocês que estão sempre me acompanhado aqui, e essa dica é internacional hein. Conheça Aquilo, duo inglês que surge como promessa na cena indie.

O som do Aquilo começa a despertar interesse desde o nome do duo inglês. Se para os brasileiros a palavra remete à língua portuguesa, para alguns dos principais palcos da cena europeia, Aquilo já é sinônimo de uma música sincera, sofisticada e ao mesmo tempo simples, limpa e minimalista. Não por acaso, o som da banda já conquista ouvintes do mundo inteiro e tem feito deles uma das sensações europeias do ano.

Maah Music


Falae Maah!

Sou conhecida como Maah Music! Sou viciada em música e, hoje em dia, ela é como respirar pra mim. Não importa qual show é, eu sempre estou lá na frente do palco, pelo meu vício e minha necessidade de ouvir música; música só de qualidade!

+da Maah Music
Blog
Facebook
Twitter
Instagram
Soundcloud

Agendão de shows – 19 a 25 de agosto

Shows selecionados pela redação e os Embaixadores do Showlivre para você curtir na semana


Pagan John @ Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer
A banda Pagan John que se apresenta no Estúdio Showlivre no dia 30 de agosto lança seu no EP Inesperado.
19 de agosto, 21h
Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer
Avenida Pedro Álvares Cabral, s/nº – Parque do Ibirapuera, São Paulo – SP
R$10 a R$20

The Wonder Years @ Hangar 110
Banda americana faz seu primeiro show no Brasil no principal palco do underground paulistano. A abertura fica por conta do Dinamite club.
20 de agosto, 18h15
Hangar 110
Rua Rodolfo Miranda, 110 (ao lado da estação Armênia do Metrô)
R$ 90,00 a R$ 360,00

Sepultura @ Espaço Pimenta
O Espaço Pimenta em São Bernardo recebe a primeira edição do Sonorus Brutal Fest. Com abertura da casa marcada para às 15h, o festival conta com as bandas Sepultura, Project46 e JohnWayne (que estiveram na última edição do Rock in Rio), Paura e Ponto Nulo no Céu.
20 de agosto, 15h
Espaço Pimenta
Av. Índico, 955 – S.B. do Campo
R$ 60,00 a R$ 260

Fabiana Cozza @ Itaú Cultural
A cantora Fabiana Cozza e o pianista, arranjador e produtor musical cubano Pepe Cisneros criam um ambiente teatral típico do cantor Ignacio Jacinto Villa y Férnandez, no espetáculo Canto Teatral para Bola de Nieve, apelido do artista.
21 de agosto, 19h
Itaú Cultural
Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô, São Paulo – SP
Entrada gratuita

Guaiamum @ Teatro da Rotina
Após receber elogios e aparecer em listas de destaque dos últimos meses, Guaiamum realiza show de lançamento de seu homônimo álbum de estreia em São Paulo neste sábado.
23 de agosto, 21h
Teatro da Rotina
Rua Augusta, 912
R$ 15 a R$ 30

Hewie @ Fábrica da Cultura Brasilândia
Uma das novidades do mundo pop, a banda Hewie se apresenta em São Paulo, no dia 25 de agosto na Fábrica da Cultura Brasilândia.
25 de agosto, 15h
Fábrica da Cultura Brasilândia
Av. General Penha Brasil, 2508, Vila Nova Cachoeirinha, São Paulo – SP
Entrada gratuita

Breno e Caio César @ Villa Country
A dupla mostra ao público sucessos desses primeiros anos de carreira como “Londres” “Dói”, “Sete Bilhões” “Tô Querendo” e “Vento”, faixas que estão no EP e disco cheio intitulados “Dói”, lançados em 2015.
25 de agosto, 20h
Villa Country
Av. Francisco Matarazzo, 774 – Água Branca – São Paulo/SP
R$ 30 a R$ 50

Capital Cities volta a São Paulo em outubro

Dupla californiana se apresenta no Espaço da Américas no dia 12 de outubro


Formada em 2010 pelos compositores Ryan Merchant (vocais, guitarra e teclados) e Sebu Simonian (vocais e teclados), os californianos do Capital Cities, estará de volta ao Brasil no dia 12 de outubro, feriado nacional. O show acontecerá no Espaço da Américas no tradicional bairro da Barra funda em São Paulo (SP).

O duo de indie pop é composto ainda pelo baixista Manny Quintero, o trumpetista Spencer Ludwig, o guitarrista Nick Merwin e o baterista Channing Holmes. Em 2013 foi lançado o álbum In a Tidal Wave of Mystery pela Capitol Records em parceria com a Lazy Hooks.

Serviço:
Capital Cities em São Paulo
12/10/2016 – Quarta-Feira (feriado)
21h
Espaço das Américas
Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda
R$ 95 a R$350
https://www.ticket360.com.br/evento/6039/capital-cities

Coala Festival 2016 divulga line-up completo

Festival, que acontece no dia 3 de setembro, reúne grandes nomes da música brasileira em São Paulo

A edição 2016 do Coala Festival será realizada no dia 3 de setembro de 2016, no Memorial da América Latina, em São Paulo. O festival, que valoriza o melhor da música brasileira, divulgou o line-up completo com os horários de cada show.

O evento começa às 13h, com DJ Samuca, e encerrará as atividades com o estrondoso show de Carol Conká, marcado para 21h20. Os ingressos estão a venda no site https://www.totalacesso.com/evento/coala_festival_2016.

Serviço:
Coala Festival
13h00 – 14h20 – Dj Samuca (Abertura)
14h20 – 15h10 – Silva
15h10 – 15h40 – Intervalo – DJ Tutu Moraes (Santo Forte)
15h40 – 16h20 – Lila
16h20 – 16h50 – Intervalo – DJ Tamenpi
16h50 – 17h40 – Céu
17h40 – 18h10 – Intervalo – DJ Tutu
18h10 – 19h20 – Cícero (com participação de Marcelo Camelo)
19h20 – 19h50 – Intervalo – DJ Tamenpi
19h50 – 20h50 – Baiana System
20h50 – 21h20 – Intervalo – SONIDO TROPICO
21h20 – 22h20 – Karol Conká
3 de setembro de 2016
Memorial da América Latina
Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Barra Funda, São Paulo – SP
R$ 50 a R$ 100

++ Silva no Estúdio Showlivre

++ Cícero no Estúdio Showlivre

++ Karol Conká no Estúdio Showlivre

São Paulo recebe primeira edição do Rock Station

Festival reúne The Offspring, Dead Kennedys, Anti-Flag e Dona Cislene em 1º de setembro


O Rock Station é um festival que nasce em 2016 para impulsionar ainda mais a veia roqueira de São Paulo. Sua estreia, em 1º de setembro, acontece no Espaço das Américas, com um line-up que fará a alegria dos fãs de punk rock e hardcore.

Direto da Califórnia, The Offspring volta ao Brasil com um show que fará um apanhado de toda a carreira do grupo. Foi nos anos 90 que a banda de Dexter Holland e Greg K. explodiu mundialmente com hits como “Come Out and Play”, “The Kids Aren’t Alright” e “Self Esteem”.

Neste momento, The Offspring está com tudo nas headlines norte-americanas por causa do recém-lançado single “Sharknado”, tema do filme homônimo, o quarto da franquia dos tubarões voadores.

Antes, o mito, a lenda do punk californiano, Dead Kennedys, sobe ao palco com sua mais recente formação. A banda se separou em 1986, retornando em 2002, sem Jello Biafra. Formado em 1978, o DK foi a primeira banda do hardcore norte-americano a se destacar no Reino Unido em meio ao fervilhante movimento punk. O motivo desde feito é o mesmo que mantém o quarteto no topo da lista dos favoritos de todo fã de rock deste mundo.

Outra banda norte-americana bastante celebrada – e aguardada no Brasil – é o Anti-Flag. São eles que irão abrir o line-up internacional do Rock Station. Os anarcopunks desembarcam com o novo disco American Spring, lançado em 2015.

O Brasil está representado pela banda Dona Cislene, que vem com o disco Um Brinde aos Loucos. O quarteto de Brasília investe no mix de garage rock com hardcore e vem colecionando centenas de jovens fãs pelo país. Graças a bandas como Dona Cislene, o verdadeiro rock segue fazendo escola entre a molecada do Brasil.

Serviço:
Rock Station
com The Offspring, Dead Kennedys, Anti-Flag e Dona Cislene
1º de setembro de 2016
Espaço das Américas
Rua Tagipuru 795 – Barra Funda, São Paulo – SP
R$ 120 a R$ 440
Ingressos: https://www.ticket360.com.br/evento/5624/the-offspring

+Música by Maah Music: Paulo Carvalho, Overdrive Saravá, Mercúrio Cromo e Ceano

Uma leva de clipes e sons bons na coluna da semana da Maah


Paulo Carvalho | @paulo__carvalho
Vamos começar essa semana bem? Então, vem assistir o novo clipe do cantor e compósito Paulo Carvalho, com participação pra lá de especial do músico Marcelo Jeneci.
Paulo lança seu novo single “Qual o porquê?”. A faixa tem a produção de Kassin, arranjo e regência do maestro Arthur Verocai e participação de vinte músicos de orquestra: oito violinos, quatro violas, quatro violoncelos, trompas, flautas, baixo acústico e percussão. A música está disponível para download gratuito.
Gravada no estúdio carioca Nas Nuvens, a faixa foi concebida numa tarde na casa de Jeneci. Encantado com a letra escrita por Paulo, o compositor entrou numa espécie de transe musical e em conexão absoluta com as palavras compôs a faixa em cerca de três minutos.
O novo álbum Carvão de Paulo Carvalho terá parceria inéditas com Arnaldo Antunes, Marcelo Jeneci, Curumin, André Lima, Pélico, entre outros. Seu lançamento está previsto para o segundo semestre deste ano. Dá o play agora mesmo leitores <3 \o/

Overdrive Saravá | @overdrivesarava
Preparada (o) para minha próxima dica? Essa banda ganhou meu coração por causa desse clipe. Com o lançamento de seu álbum de estreia marcado para setembro, a banda niteroiense Overdrive Saravá joga na rede agora o clipe da terceira música do disco homônimo: “Atabaques e D’jembes”. A proposta é uma experimentação social inspirada na necessidade de derrubarmos as barreiras das diferenças e dos preconceitos. Ouça agora:

Mercúrio Cromo | @MercurioCromo
“Eu Nem Sinto Mais O Chão”, da banda Mercúrio Cromo. Com nova formação, agora como um quarteto (Nando Menezes, Rafael Arruda, Fábio Adorno e Samuel Souza), o Mercúrio Cromo se uniu ao guitarrista e produtor Martin Mendonça (Pitty e Agridoce) para produzir 3 músicas para seu novo EP.
O novo trabalho, intitulado 3×4, é orientado pela liberdade em todas as formas possíveis: liberdade artística, poética, musical, e aplicada a todos os passos do trabalho, desde a composição, até a gravação e produção.
Você ouve agora uma das canções do EP, DÁ O PLAY!

Ceano | @oficialceano
Estou apaixonada por 4 rapazes lindos e muito talentosos, que música é essa? Já quero aproveitar o post e dizer que vocês da banda Ceano estão convidados para ir ao meu site e fazer minhas leitoras ficarem apaixonadas.
Bom, “O Homem que Chorava”: o novo videoclipe da banda Ceano. A cena independente do país ganha mais um lançamento no mês de agosto. O primeiro vídeo do novo trabalho da Ceano, conjunto de rock alternativo de Campinas, interior de São Paulo. A música faz parte do segundo disco, Índice, que será lançado em setembro.
Tema central do álbum, “O Homem que Chorava” é uma das faixas que aborda o cotidiano medíocre e a vida comum que a modernidade oferece disfarçada de felicidade. Segundo o vocalista André Vinco, o disco traz um personagem que resolve ‘sair da caixinha’ e ‘navegar’ por outros mares, a fim de descobrir se o mundo é vasto como dizem ou resume-se ao próprio umbigo.
Dirigido por Luan Medeiros, o clipe representa a ideia da busca do lugar ideal e imaginário, em que a pessoa esteja em paz e em plenitude, e como essa caçada pode ser eterna, graças a falta de objetivos.
O álbum Índice foi gravado no Cavalo Estúdio, em São Paulo (SP), e produzido por Nicolas Csiky. Ceano é André Vinco (guitarra e voz), Leonardo Rodrigues (contrabaixo), Otávio Oliveira (guitarra) e Arthur Balista (bateria).

Maah Music


Falae Maah!

Sou conhecida como Maah Music! Sou viciada em música e, hoje em dia, ela é como respirar pra mim. Não importa qual show é, eu sempre estou lá na frente do palco, pelo meu vício e minha necessidade de ouvir música; música só de qualidade!

+da Maah Music
Blog
Facebook
Twitter
Instagram
Soundcloud

Duo Anavitória assina com a Universal Music

Dupla de Tocantis lança primeiro álbum no dia 19 de agosto


Anavitória, duo de pop rural – assim classificado por elas mesmas –, acaba de assinar contrato com uma das maiores gravadoras do mundo, a Universal Music Group. O contrato já vale para o lançamento de Anavitória, primeiro álbum da dupla formada por Ana Caetano e Vitória Falcão.

O trabalho, que une pop, folk, música sertaneja e MPB nas simpáticas e doces vozes do duo, tem lançamento previsto em lojas e serviços de streaming para o próximo dia 19 (sexta). O músico Tiago Iorc assina a produção e participa na faixa “Trevo”. O primeiro álbum de Anavitória será lançado após uma campanha de crowndfunding excepcional, com valor de produção do disco batido em um curto período de tempo pelos fãs.

Ana e Vitória começaram a fazer sucesso ainda em Tocantins, por meio de vídeos com covers postados no YouTube. Não demorou para chamar a atenção do empresário Felipe Simas e do cantor e compositor Tiago Iorc. Desde então, a dupla se estabeleceu em São Paulo, lançou um EP e fez uma das mais bonitas apresentações do Estúdio Showlivre em 2015. Confira a seguir.

++ Anavitória no Estúdio Showlivre

Herod lança projeto no Catarse

Banda lança crowdfunding para gravar o novo disco Herod Plays Kraftwerk


O novo projeto da banda Herod consiste na gravação e lançamento de um disco contendo versões de diversos clássicos do Kraftwerk, recriando os arranjos eletrônicos originais e transformando synths analógicos em efeitos de guitarras, baixo, bateria e pedais. Os novos arranjos manterão fieis as estruturas, harmonias e melodias originais, porém serão adicionadas novos efeitos de guitarras e dinâmicas rítmicas de baixo e bateria, sendo assim adaptados ao universo experimental da Herod.

O projeto estreou ao vivo em julho último, em três datas consecutivas em Sto. André, Sorocaba e São Paulo. Agora é a vez de entrar em estúdio e registrar esse projeto oficialmente como novo disco da Herod.

Herod Plays Kraftwerk conterá sete faixas da fase clássica do Kraftwerk, entre o Autobahn (1974) e o The Man Machine (1978).

Para mais informações: https://www.catarse.me/herod

++ Herod no Estúdio Showlivre

#ShowlivreDay+ Samba conquista o público

Segunda edição do #ShowlivreDay+ mostra a força de um gênero musical 100% brasileiro


Aconteceu na última terça-feira (09/08) a segunda edição do #ShowlivreDay+. O festival mais interativo da história do Alto de Pinheiros em São Paulo recebeu seis artistas de samba para se apresentarem durante uma tarde inteira no Estúdio Showlivre. Entre 13h20 e 18h50, os artistas Safadiar, Arrepiô, Voraz, Samba de Cosme, Elisa Fernandes e Rara Magia.

Durante o dia mais de 100 integrantes, entre músicos e equipe, das bandas passaram pelo Showlivre. Com transmissão ao vivo via Facebook e Youtube cada artista apresentou 4 músicas e agora aguardam o inicio da próxima fase para saber quem serão os 2 ganhadores da edição samba do #ShowlivreDay+.

Em paralelo com as apresentações, mais uma vez, a área de convivência onde os amigos, fãs, embaixadores e funcionários do showlivre.com curtiram a nublada tarde paulistana ao som de tudo que rolava no estúdio e claro muita comida. Graças ao 011 Food Truck que mais uma vez fechou com a gente e serviu deliciosos burguers e fritas para nossa equipe, nossos convidados e claro a nossa região.

Assista ao #ShowlivreDay+ Samba


O #ShowlivreDay+ Samba contou com:
Apoio Master:
Altafonte – Uma das maiores distribuidoras de conteúdo digital do mundo é a apoiadora master do ShowlivreDay! Vamos ter várias ações com eles para muito logo. Altafonte, sejam bem vindos ao Brasil.

Apoio:
Napster – Plataforma de streaming com mais de 40 milhões de músicas disponíveis, vão dar aquele super apoio fazendo uma divulgação bacana dos participantes e ganhadores do #ShowlivreDay.
Yamaha – Como vocês devem ter percebido, estamos com o apoio em equipamentos de ponta da Yamaha, e eles vao ajudar a dar aquele brilho a mais nos eventos e no Estúdio Showlivre.
Geração Y – Assessoria e acompanhamento de todas as ações, a Pri agitando a divulgação do evento.
Rafive Picks – Palhetas personalizadas e exclusivas pras bandas participantes e pra todo mundo que colar aqui no evento.
Lexsen – distribuída no Brasil com exclusividade pela PROSHOWS, oferece equipamentos de caixas ativas, kit de caixas ativas e passivas, sistemas de P.A portáteis, microfones UHF quanto em microfones dinâmicos com fio.
PLS – Sinônimo de alta tecnologia e confiabilidade. Uma opção perfeita de equipamento profissional para iluminar todos os shows do Brasil
011 Food Truck – Um food truck que é a cara de São Paulo, unindo os melhores burgers e quesadillas com o bom atendimento de seus funcionarios.